TRIGO

O trigo (Triticum sp.) apresenta características morfológicas muito semelhantes às dos demais cereais de inverno que têm a mesma finalidade de produção de grãos (cevada, aveia, centeio e triticale). A planta de trigo é estruturada em raízes, colmo, folhas e inflorescência.

O principal ingrediente na panificação é a farinha de trigo.

A absorção dos nutrientes, de modo geral, é influenciada por diversos fatores, entre eles a capacidade de exploração do sistema radicular, as condições climáticas, as propriedades dos solos, a disponibilidade de água e de nutrientes no solo e o manejo cultural. O manejo químico do solo envolve práticas corretivas seguidas de práticas de manutenção, como:

  • correção do pH do solo e neutralização de Al3+;
  • adubação corretiva de macronutrientes primários (P e K) e secundários (Ca e S);
  • adubação de manutenção dos nutrientes extraídos pelas plantas;
  • fornecimento de nutrientes (macro e micro) conforme expectativa de produtividade;
  • práticas que permitam a máxima eficiência do fertilizante.

 PRODUTOS RECOMENDADOS PARA O TRIGO (BASE):

ADUBAÇÃO DE BASE:

O trigo responde bem a adubação de fósforo e potássio e, geralmente, uma formulação equilibrada nesses nutrientes faz a diferença. O trigo é exigente em nitrogênio sendo necessário o aplicação de no mínimo 20 kg de N por hectare para favorecer o crescimento inicial. Outro elemento importante para a  cultura de trigo responde é o Zinco e pode ser incluído nas formulações de adubação de base. A inclusão de micronutrientes nas formulações de base é interessante devido a melhor distribuição no sulco de plantio, estando disponível para a planta desde a germinação. A adubação correta na cultura de inverno mantém a fertilidade do solo em níveis satisfatórios e dá suporte a correção da fertilidade para as culturas de verão.

 PRODUTOS RECOMENDADOS PARA O TRIGO (COBERTURA):

ADUBAÇÃO DE COBERTURA:

A primeira aplicação deve acontecer quando a planta tiver entre 3 e 5 folhas; a segunda na fase de perfilhamento, o que dá entre 7 e 9 folhas; e em alguns casos é necessária uma terceira aplicação de uréia durante o alongamento do cereal. Um dos cuidados com a adubação nitrogenada é devido ao risco de acamamento.