SOJA

O primeiro registro de cultivo comercial de soja no Brasil data de 1914, no município de Santa Rosa, RS. A soja é um dos alimentos mais ricos em proteína que se conhece. A presença cada vez mais constante na dieta da maioria dos países desenvolvidos e a crescente investigação que é feita relativamente às suas propriedades e aplicações fazem da soja o Alimento do Futuro.

A absorção dos nutrientes, de modo geral, é influenciada por diversos fatores, entre eles a capacidade de exploração do sistema radicular, as condições climáticas, as propriedades dos solos, a disponibilidade de água e de nutrientes no solo e o manejo cultural. O manejo químico do solo envolve práticas corretivas seguidas de práticas de manutenção, como:

  • correção do pH do solo e neutralização de Al3+;
  • adubação corretiva de macronutrientes primários (P e K) e secundários (Ca e S);
  • adubação de manutenção dos nutrientes extraídos pelas plantas;
  • fornecimento de nutrientes (macro e micro) conforme expectativa de produtividade;
  • práticas que permitam a maior eficiência do fertilizante.

 PRODUTOS RECOMENDADOS PARA CULTURA DA SOJA:

ADUBAÇÃO DE BASE:

Na cultura da soja, entre as principais práticas de manejo, a adubação é a que promove os maiores ganhos em produtividade. Contudo, a resposta à adubação depende dos níveis dos nutrientes no solo e a quantidade de nutrientes exportados pela cultura.

Essas informações são fundamentais para determinar a adubação da cultura, pois indicam a quantidade de nutrientes que devem ser reposto ao solo previamente a cada cultivo visando a manutenção da fertilidade e a garantia do potencial produtivo da cultura.